Notícias curtas

Este sítio web dedicado é dedicado à Freguesia de Zedes, no concelho de Carrazeda de Ansiães. Visite também o Blogue sob a mesma  Freguesia  no seguinte endereço: http://zedes.blogspot.com/

Home Tradições Orações da Páscoa
20070111p.jpg

Designed by:
Orações da Páscoa
Escrito por Aníbal Gonçalves   
Domingo, 05 Abril 2009 00:00

A Páscoa é uma das festas mais importantes para os Católicos. Também em Zedes a quaresma era vivida de forma intensa, rodeada de privações, recolhimento e muita superstição. Alguns dos rituais ainda se mantêm, outros foram ficando esquecidos. Recuperámos hoje duas orações que possivelmente já não se ouvem na igreja de Zedes há mais de 40 anos. Foram-me ditas pela sra Maria Cândida Cardoso, que as aprendeu de sua mãe, Laura Roma Santa. A sua mãe foi catequista, tal como ela, preparavam as criancinhas para a primeira comunhão.

Oração de Sexta-Feira Santa

Tente minha alma
Tão dura e tão forte
Lembra-te do que hás-de passar
Pela hora da morte

Viva és, morta serás
Com Satanás te encontrarás
Ao que te pergunte responderás:
- Fora, fora Satanás que a minha alma,
Puder dela não terás,
que eu Sexta-feira Santa
diante da cruz cem vezes disse:
- Valha-me Jesus, Jesus me valha.
(Esta frase era repetida enquanto se passavam as contas do terço. No final de cada mistérios havia uma variante.)
- Valha-me Jesus e a Santa Cruz
e a divindade da Santíssima Trindade
e a Santa Cruz
que nela morreu Jesus.

( O terço era passado duas vezes, para perfazer as 100 vezes).

Oração da Quaresma

Senhor meu Jesus Cristo
Corpo e alma nos destes
Sangue precioso.
Vós mo metestes, vós mo tirastes
Pela vara de Pilatos que fostes amarrado.
Arrastastes Jesus Cristo.
Arrastastes, arrastastes à Santa Cruz o levastes.
O que vara tão varónica
Que sentença me mandais dar.
Ele p'ro pão, ele p´ro vinho,
P'rás portas do paraíso
Brancas e floridas.
As do Inferno, pretas denegridas.
Uma alma p'ra lá ia
Chamada triste coitada.
A Senhora diz que a viu:
- Ó meu Filho, ó meu amado,
valei àquela alma,
que vai para os dias do juízo.
- Ó minha mãe deixa-a ir
que ela mo tem merecido.
Já lhe dei o sol para o dia
E o luar para a noite
E as estrelinhas para o andor
Que lá vais com o seu rigor.

Quem esta oração disser
Na sagrada quarentena,
Quatro almas tirará do fogo,
E mais de pena.
A primeira é a sua,
A segunda a do seu pai,
A terceira a de sua mãe
A quarta a do seu maior amigo ou amiga que tiver
P'ra sempre, seu Reino, ámen.

Os meus agradecimentos à Srª Maria Cândida (o folar estava óptimo).
Zedes, 4 de Abril de 2009

 
20070806p.jpg
O que pensa de Zedes nos meses de Verão?
 
20070324p.jpg
Temos 58 visitantes em linha